sábado, 2 de julho de 2011

Uma boa notícia aos amantes do chocolate

As doenças cardiovasculares, ou seja, o infarto do miocardio, acidente vascular cerebral etc são as maiores causas de mortalidade e morbidade em mulheres. Alimentos funcionais tem atraido muito interesse da classe científica na tentativa de prevenir a ocorrência dessas doenças, cada vez mais incapacitantes e letais.
Estudos científicos mostraram, através de evidências epidemiológicas, que o chocolate pode ser um excelente modulador do risco cardiovascular. Chocolate , ou cacau  na sua forma natural, contem flavonoides, substancias que exercem ação protetora sobre o sistema cardiovascular protegendo-o da ateroesclerose. Esses estudos sugerem efeitos benéficos do chocolate por conta da ação dos flavonoides no estresse oxidativo, na inflamacao e na disfuncao endotelial que ocorre na ateroesclerose. Alem disso, o consumo de chocolate tem se correlacionado com a modulação da pressão arterial, do perfil lipídico , da ativação das plaquetas e da sensibilidade a insulina
 Mas, para os amantes do chocolate, um aviso: somente tem esses efeitos beneficos o chocolate amargo e sem leite. Deve-se lembrar que os altos indíces calóricos existentes no chocolate, particularmente aqueles produzidos nas formas impuras, são fatores limitadores do seu uso diário. Recomenda-se, para aqueles não diabéticos, consumo diario de uma barra de chocolate escuro com a maior porcentagem possivel de cacau, como fator auxiliar na prevenção das doenças cardiovasculares.


Fonte: Fernández-Murga L, et al. The impact of chocolate on cardiovascular health. Maturitas (2011), doi:10.1016/j.maturitas.2011.05.011 

Um comentário: